O que você está procurando?

Consórcio ou financiamento: qual melhor opção?

28 de outubro de 2021
Blog image

Contratar um crédito pessoal é uma das melhores formas de realizar objetivos pessoais. Geralmente, essa negociação é indicada para diversos tipos de perfil. 

Seja para quem é extremamente organizado, seja para aqueles que precisam de dinheiro rápido, a dúvida entre consórcio ou financiamento pode ser crucial no momento de consideração do crédito.

O consórcio e o financiamento são modelos de crédito disponíveis em diversas instituições financeiras. Apesar de terem sido criados para o mesmo intuito, ambos possuem suas próprias regras, formas de quitação e condições bastante diferentes.

Vem com a gente saber um pouco mais sobre cada um deles e decidir de vez entre o consórcio e o financiamento. Boa leitura!

O que é um consórcio?

O consórcio é um autofinanciamento para compra de algum bem. Nesse modelo, geralmente as atividades ocorrem dessa forma:

  • a administradora forma um grupo de compradores com interesse em comum;
  • esse grupo paga mensalmente uma quantia para captar os recursos para compra;
  • mensalmente, ocorrem assembleias para informar os participantes sobre o consórcio;
  • durante essa reunião, acontece o sorteio de cotas contempladas e ofertas de lances;
  • os ganhadores podem receber o crédito antecipadamente
  • com a carta na mão, a compra é garantida!

Para aqueles que não foram sorteados ou que não ofertaram o lance vencedor ainda é possível ganhar em todas as outras assembleias organizadas durante o ano.

O que é financiamento?

O financiamento é um crédito pessoal que também é oferecido para adquirir um bem, mas é voltado para quem tem mais urgência. Para ter um financiamento existe um outro sistema:

  • o cliente faz a solicitação diretamente com o banco;
  • é preciso passar por uma análise de crédito, que é a etapa de verificação dos aspectos financeiros do cliente;
  • caso aprovada, é preciso pagar o famoso valor de entrada (em torno de 20% do valor total do bem);
  • são definidos quantidade de parcelas e o preço de cada uma; 
  • com tudo organizado, o banco deposita a quantia na conta corrente do cliente.

Portanto, não é possível definir um valor fixo para a entrada e, por isso, é importante ter uma boa quantia de sobra para apresentar e pagar o valor de entrada.

Quais as principais diferenças entre eles?

Mesmo que o consórcio ou financiamento facilitem a vida financeira de quem precisa comprar uma casa, carro ou outros bens, esses modelos são diferentes — e os detalhes são cruciais para o seu planejamento e seu futuro.

Aproveite agora para descobrir as principais diferenças entre consórcio e financiamento.

No consórcio, não é preciso passar por análise de crédito nem apresentar uma quantia referente a entrada. Além disso, esse tipo de acordo não atribui juros em suas prestações, trabalhando com uma parcela de valor fixo, independente do prazo definido.

Nesse modelo, só será possível ter acesso ao bem participando do sorteio e ofertando lances nas assembleias. Por exemplo, se o consórcio em questão dura 94 meses, mesmo recebendo a carta antecipadamente, você deve manter o pagamento das parcelas sem atraso.

O financiamento é bastante indicado para quem precisa de uma alta quantidade de dinheiro com uma certa pressa. Esse crédito é oferecido por diversos bancos conhecidos e, caso você já seja cliente, fica muito mais fácil ser aprovado no processo de análise de crédito.

O financiamento indexa certas porcentagens de juros em suas parcelas, que influencia diretamente no custo efetivo total da negociação.

Então, confira este comparativo:

No consórcio não há análise de crédito, valor de entrada e juros nas parcelas. Os prazos são mais extensos, é disponibilizado para negativados e proporciona organização já que contratará um plano de pagamento.

No financiamento os prazos são curtos, não há possibilidade de contratar se estiver negativado e com a cobrança de juros o planejamento pode ficar vulnerável.

Qual a melhor opção?

Então, consórcio ou financiamento, qual o melhor? A resposta é que depende! As duas formas de conseguir pagar por um bem ou serviço são diretamente influenciadas pelo seu momento financeiro e pessoal, mas vamos a análise final:

O consórcio, mesmo que não cobre juros, só poderá ser usufruído a longo prazo, com mais planejamento. Já o financiamento possui taxas consideráveis, mas permite que todo o valor esteja disponível alguns dias após a aprovação da solicitação.

A melhor maneira de decidir entre eles é avaliando toda a sua vida financeira pessoal, escolhendo pela alternativa que conseguir cumprir todas as expectativas e que te ajude a realizar sonhos!
Agora, analise sua situação financeira e escolha entre o consórcio e o financiamento para transformar os seus sonhos em realidade. Para saber mais sobre o consórcio, continue acompanhando o nosso blog!

Categorias:

Consórcio

Compartilhe:
Facebook logo

Última notícias

Última notícias